Redes sociais mais usadas pelos seus clientes. Entenda quais são.

Está com dificuldades para encontrar seus clientes on-line? Nós estamos aqui para ajudar! Leia nosso post para entender como alcançar homens, mulheres, millennials, geração X e Z, via mídias sociais.

As mídias sociais são ferramentas importantes para um profissional de marketing. Por volta de 3,2 bilhões de pessoas – o equivalente a 43% da população total do mundo – utiliza alguma rede social. Então, a menos que suas personas tenham aversão à Internet, você poderá alcançá-las via redes sociais.

No entanto, encontrar o público certo on-line pode ser um desafio. Não adianta apenas fazer anúncios nas redes sociais mais populares. É importante saber quais as plataformas mais usadas pelos seus possíveis clientes para conseguir atingir as pessoas certas.

Felizmente, cada rede tem suas próprias características de audiência, o que torna um pouco mais fácil identificar onde investir mais esforço e dinheiro. Continue lendo para saber mais.

Gênero no marketing: uma consideração importante

Tenha cuidado na hora de estereotipar sua comunicação. É melhor deixar essa questão de gênero um pouco de lado, a menos que seus produtos e serviços sejam naturalmente mais relevantes para homens ou mulheres. Caso isso se aplique à sua marca, veja alguns conselhos úteis para alcançar seu público:

Redes sociais mais usadas por mulheres

Vale a pena notar que as mídias sociais podem ser uma ferramenta particularmente eficaz para impulsionar as vendas para o público feminino. De acordo com a Influence Central, 86% das consumidoras afirmam que as redes sociais são as principais fontes de consulta on-line quando pensam em fazer uma compra.

A maioria das principais redes sociais se inclina ligeiramente para as mulheres. Facebook, Instagram, Snapchat e Pinterest, todos têm mais usuários do sexo feminino.

Sem querer cair na armadilha dos estereótipos de gênero, isso indica que as mulheres tendem a se interessar por conteúdo mais visual. Elizabeth Scherle, presidente e cofundadora da plataforma de análise e descoberta de produtos Influenster, disse à AdWeek que as mulheres preferem postagens com fotos, apesar da crescente prevalência de GIFs e vídeos.

Segue, abaixo, o infográfico publicado no artigo “Como as mulheres querem interagir com as marcas on-line”, publicado no site Adweek.

Como as mulheres querem interagir com a marcas onlineFonte: Adweek.com/digital

Redes sociais mais usadas por homens

Os dados apresentados acima não significam que o Facebook seja ineficaz para alcançar os homens. Apesar do atual furor das fake news e do escândalo de coleta de dados da Cambridge Analytica, Mark Zuckerberg ainda é o rei das mídias sociais. Quatro das 10 maiores redes do mundo em número de usuários ativos são de sua propriedade: Facebook, WhatsApp, Facebook Messenger e Instagram – estão entre:

No entanto, algumas redes sociais são mais utilizadas por homens – mais perceptivelmente o LinkedIn (54% homens vs. 46% mulheres) e o YouTube (55% homens vs. 45% mulheres).

Se você está em um setor adequado, como o mercado B2B, serviços financeiros e automotivo, o LinkedIn pode ser uma plataforma realmente eficaz para alcançar seus clientes do sexo masculino.

Curiosamente, enquanto o Pinterest tem sido tradicionalmente dominado por mulheres, os tempos estão mudando. Os homens agora representam o segmento de público com maior crescimento na plataforma, respondendo por 40% das novas inscrições.

Redes sociais mais usadas pela Geração X

Geralmente estratégias de marketing em redes sociais são direcionadas para o público mais jovem, porém, a Geração X – definida como pessoas nascidas entre 1965 e 1980 – tem um enorme potencial.

Dois terços dos executivos-chefes da Fortune 500 se enquadram na Geração X, indicando o poder de compra e a influência desse grupo. Nos Estados Unidos, a Geração X é responsável pela criação de mais da metade de todas as novas empresas e quase um terço da receita total do país.

A rede social mais usada pela Geração X é o Facebook. Pouco menos de dois terços desse grupo é ativo na plataforma, o que torna a rede social 54% mais popular que o YouTube.

Vale a pena prestar atenção nesse público, porque a mídia social é um influenciador de compra importante para a Geração X. Sete pessoas em cada dez estão propensas a​​ comprar de uma marca que eles seguem, em comparação a três quintos dos Millennials.

Redes sociais mais usadas pelos Millennials

Os Millennials (nascidos entre 1981 e 1996) são o grande foco da maioria das campanhas sociais. Realmente, eles são a maioria dos usuários das redes sociais e seu poder de compra combinado é enorme.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o Facebook ainda é a principal rede social para esse grupo. É a plataforma que os Millennials têm maior probabilidade de compartilhar conteúdo, de acordo com a BI Intelligence.

O Pinterest também merece atenção, especialmente se seus produtos têm forte apelo visual. Quatro quintos dos Millennials dizem que recorrem ao Pinterest para pesquisar por produtos que desejam comprar.

Redes sociais mais usadas pela Geração Z

Acredita-se que a Geração Z (nascida depois de 1997) seja responsável por entre US $ 29 bilhões e US $ 143 bilhões em gastos diretos. Além disso, 93% dos pais dizem que seus filhos em idade Z têm grau de influência importante sobre seus gastos e compras domésticas.

Essa geração que cresce com as cripto moedas e com uma consciência e educação financeira maior, demonstram sinais de que serão gastadores mais cautelosos e que utilizarão menos crédito no futuro.

Isso sugere que os profissionais de marketing precisarão ser inteligentes na hora de tentar atingir o bolso da Geração Z, sendo cada vez mais importante construir relações de marca que começam cedo.

Enquanto a Geração Z ainda usa o Facebook, um terço dos adolescentes entrevistados pela Forrester a descreveu como uma plataforma para “pessoas velhas”. Um em cada cinco disse o mesmo sobre o Pinterest.

Por outro lado, o YouTube é quase universalmente adotado por esse grupo demográfico, com 96% usando a plataforma de vídeo. O Snapchat e o Instagram também são extremamente populares, tendo visto sua adoção entre a Geração Z subir 28% e 17%, respectivamente, entre 2014 e 2017.

Compartilhar

Deixe um comentário