Custo de Aquisição de Clientes: o que é e como calculá-lo

Na busca por entender e gerar melhores resultados, é fundamental utilizar métricas. Elas também são muito importantes para possibilitar tomadas de decisão de maneira mais acertada. Nesse cenário, umas das métricas mais importantes é o Custo de Aquisição de Clientes (CAC).

Infelizmente, muitas empresas não a utilizam — seja por desconhecimento ou por falta de preocupação — e acabam deixando de aproveitar os benefícios que esse recurso apresenta. Uma estratégia sólida precisa de dados reais para se basear, os quais o CAC pode ajudar a mapear de forma clara.

Para mostrar mais sobre ele e também como calculá-lo, a seguir, apresentamos alguns tópicos explicativos sobre o tema. Confira!

Entendendo melhor o Custo de Aquisição de Clientes (CAC)

Antes de partir para o cálculo dessa métrica, é necessário aprofundar os conceitos sobre ela. Na prática, o CAC representa todo esforço financeiro para conquistar clientes. Esse investimento sempre tem uma média (mensal, semestral, anual) e o cálculo é feito sobre o retorno obtido. Em um exemplo simples, se você gastou R$ 1.000,00 e atraiu 20 clientes, o CAC é de R$ 50,00.

Calculando o CAC de forma precisa

O exemplo do tópico anterior representa uma forma simples de fazer esse cálculo e não abrange os diversos pontos que compõem o custo final. Para que o CAC seja calculado de forma precisa, é bastante relevante colocar no papel todas as despesas relacionadas ao investimento e à estrutura montada para atrair clientes.

Uma maneira interessante é dividir essas despesas por setores como marketing e vendas, de forma a detalhar melhor os custos de cada um deles. Veja:

  • Vendas — custos fixos com equipe (salários), custos variáveis (comissões), atividades internas (telefone e atendimento online) e atividades externas (visitas, viagens etc.);
  • Marketing — mídia paga, eventos, ferramentas de marketing, gerenciamento de redes sociais e contratos com terceiros (agências e/ou profissionais do ramo).

Com esses dados, é possível aplicar a seguinte fórmula: custos de vendas + custos de marketing / número de clientes obtidos no período delimitado — o ideal é fazer isso mensalmente.

Compreendendo os benefícios do CAC

Ter essa métrica clara traz muitos benefícios para o seu negócio. Dentre eles, podemos citar uma tomada de decisões facilitada, já que o panorama apresentado pelo Custo de Aquisição de Clientes ajuda a ampliar a visão estratégica.

Nesse caso, quando falamos em visão estratégica, estamos falando de um maior poder de análise e de otimização dos investimentos. Outro benefício importante é que compreender o CAC permite traçar metas e objetivos mais claros em relação ao processo de aquisição e às escolhas das ferramentas utilizadas para isso. Ter um caminho definido ajuda a direcionar os esforços para o mesmo objetivo, que é fundamental para converter mais.

Algumas das estratégias que podem ser usadas para melhorar o CAC são investir em inbound marketing, integrar as equipes de vendas e de marketing (vendarketing), focar na produção de conteúdo de qualidade e utilizar a automação de marketing.

E você? Já utiliza essa métrica no dia a dia do seu negócio? Deixe sua opinião nos comentários. Seu relato é muito valioso para nós!

Compartilhar

Deixe um comentário