Afinal, o que eu preciso saber sobre White Hat SEO e Black Hat SEO?

A importância de se investir em técnicas de SEO, que aprimorem o ranqueamento de sites em mecanismos de busca como o Google, já não é novidade. Afinal, todo mundo quer que seu conteúdo apareça nos resultados das pesquisas, de preferência na primeira página, não é mesmo?

O que muita gente não sabe é que, entre as possibilidades de otimização de sites, há técnicas que são mais e menos recomendadas, como White Hat SEO e Black Hat SEO. Essa escolha pode ser crucial para o sucesso ou fracasso do seu negócio na Internet.

Para quem não conhece ou sabe pouco sobre esses conceitos, preparei o post de hoje com informações relevantes sobre o tema. Boa leitura!

White Hat SEO e Black Hat SEO

Os termos utilizados para designar as duas técnicas de SEO sobre a qual falaremos estão relacionados à cor dos chapéus utilizados por cowboys em filmes de faroeste norte-americanos. Os mocinhos usavam o chapéu branco, enquanto os vilões preferiam o chapéu preto.

Fica fácil compreender a relação: White Hat SEO são as melhores técnicas, as mais recomendadas pelos próprios mecanismos de busca, enquanto as Black Hat são consideradas ruins e arriscadas.

Black Hat SEO

As ferramentas de busca tentam sempre exibir os melhores resultados para as pesquisas dos usuários. Para que isso aconteça, há robôs verificando constantemente os sites, conferindo seus links e suas informações.

São esses indexadores que determinam os sites que aparecerão nos resultados de cada pesquisa, de acordo com a relevância do conteúdo.

O objetivo das práticas de Black Hat é burlar esses indexadores para que determinados sites apareçam sempre no topo. Parece tentador, pois sabemos que o trabalho para ter destaque organicamente em plataformas como o Google costuma ser lento.

Entretanto, o sucesso imediato pode ter um custo muito elevado. Quando essas técnicas são descobertas, a punição é severa e o site em questão pode ser banido definitivamente dos mecanismos de busca.

White Hat SEO

A boa notícia é a possibilidade de aumentar suas chances de obter sucesso no ranqueamento do Google, por exemplo, com táticas inteligentes que não oferecem riscos à sua reputação virtual.

Por meio de técnicas de White Hat SEO, ótimos resultados podem ser atingidos — e o melhor: sem prazo de validade. Ao contrário do Black Hat, em que o sucesso pode rapidamente ir por água abaixo, os benefícios alcançados por estratégias bem elaboradas tendem a durar.

É importante destacar, entretanto, que a base do SEO é o conteúdo de qualidade. Não há estratégia que ajude um conteúdo ruim. É preciso saber qual é a necessidade das pessoas — relacionadas ao seu produto ou serviço — para tentar ajudá-las, tornando-se relevante.

Outro ponto a considerar é o formato em que o conteúdo será apresentado. É preciso ser criativo e variar; afinal, nem sempre seu público-alvo estará disposto a ler longos textos.

Técnicas de Black Hat e White Hat

Ficou curioso sobre táticas de Black Hat SEO? Uma delas é utilizar palavras-chave não relacionadas. Adicionar termos em alta, como nomes de celebridade, pode fazer com que um site apareça no topo, apesar de não oferecer conteúdo sobre o tema em questão. A técnica é antiga, mas tem gente que ainda a utiliza.

O recomendado é utilizar palavras-chave que, de fato, tenham relação com o seu conteúdo. Afinal, de que adianta enganar as pessoas, se logo sairão do seu site ao notar que ali não tem o que procuram?

Com a técnica do texto escondido, o desenvolvedor esconde textos em camadas de código, usando CSS. Assim, o Google acha o conteúdo, mas ele não está publicado. São adicionadas várias palavras-chave, sem coerência ou coesão, pois ninguém vai ler o texto. Só serve para o Google indexar aquela página.

Como diz o ditado, “o crime não compensa”. Os resultados não são tão certos e os riscos são altos. Por tudo que mostramos no decorrer do post, o Black Hat SEO deve ser evitado. Mas não desanime! Felizmente, podemos contar com estratégias de White Hat SEO para ter mais destaque na rede.

Gostou de saber mais sobre SEO? Que tal compartilhar este artigo nas redes sociais para que mais pessoas compreendam as diferenças entre White Hat SEO e Black Hat SEO?

Compartilhar

Deixe um comentário