Como fazer um conteúdo viralizar?

Fazer um conteúdo viralizar é o que todo profissional de conteúdo ou de marketing quer. Existe, afinal, uma fórmula para o conteúdo ser “viral”? Independentemente de sua opinião sobre isso, é possível, sim, elaborar estratégias que possam fazer seu conteúdo aumentar muito o alcance.

Ter um conteúdo impactante e que gere o engajamento esperado é um grande desafio. Seja no mercado B2B ou B2C, a maioria dos profissionais da marketing de conteúdo consideram esse o maior desafio. A produção de conteúdo é cada vez maior – há a previsão de que até 2020 o volume de dados na Internet alcance a casa dos 40.000 Exabytes ou 40 Zettabytes (ou 40 trilhões de Gigabytes). Com isso, a competição pela atenção do seu público de interesse torna-se cada vez mais acirrada.

Para buscar a relevância e melhores resultados em sua estratégia de marketing de conteúdo, confira, a seguir, algumas dicas para fazer um conteúdo viralizar e conheça estratégias que podem ser adotadas.

Como fazer um conteúdo viralizar: afinal, o que é um conteúdo viral?

A jornada de um conteúdo bem-sucedido, em um site, por exemplo, segue alguns padrões. Pessoas visitam o site e, conforme o site começa a ser mais visitado, mais leads são gerados. E quanto mais leads são gerados, maiores serão suas conversões. Um conteúdo, ao viralizar, se traduz em mais vendas para sua empresa.

Mas o que faz com que pessoas compartilhem um conteúdo? Não existe uma resposta para esta pergunta. No entanto, pode-se dizer existe um fator determinante: autoridade social.

Para fazer um conteúdo viralizar, é preciso que ele tenha a “moeda social” de troca desejada em determinado contexto.

Cada compartilhamento de uma notícia em uma rede social traz consigo uma carga de relações. Pessoas estão julgando e sendo julgadas constantemente nessas relações. Portanto, quando um conteúdo é compartilhado no Facebook, a pessoa espera que aquele conteúdo gere determinada impressão sobre ela. As pessoas, para exibirem o seu melhor, buscam um ciclo de diferentes comportamentos. Confira as etapas de relação comportamental que geram essa moeda social:

  1.  Utilidade: ganho de valor com a marca.
  2. Informação: informação útil sobre a marca.
  3. Interação: discussão sobre essa marca com outras pessoas.
  4. Advocacia: promoção e defesa pessoal da marca.
  5. Afiliação: conexão com a comunidade de fãs da marca.
  6. Identidade: expressão de um aspecto pessoal para outros.

Assim, pensar em fazer um conteúdo viralizar não se resume a um modelo pronto. É preciso oferecer uma moeda de troca social para seu público. Se a pessoa impactada pelo conteúdo não encontra nele qualquer oportunidade de se relacionar, não há como garantir seu sucesso.

Quer fazer um conteúdo viralizar? Seja sucinto!

Toda criação de conteúdo deve saber conquistar o meio em que ela se encontra. Uma grande realidade da mídia digital, especialmente desde o aparecimento dos smartphones é a velocidade.

Conteúdos curtos têm uma chance maior de viralizar em relação a conteúdos mais longos. Os espaços de mídia do YouTube são uma prova disso, ao permitirem que o usuário pule a propaganda após 5 segundos.

Invista em imagens para potencializar seus resultados

A velocidade da informação não está somente na duração de seu conteúdo. Elementos visuais ajudam um conteúdo viralizar. De acordo com dados, 40% das pessoas reagem melhor ao visual do que a um conteúdo baseado em texto.

Oferecer destaque ao visual pode dar mais chances de seu conteúdo ser compartilhado e até mesmo gerar mais conversões para o seu negócio.

Considere fazer uma oferta em seu conteúdo

Fazer com que seu público interaja fortemente com sua marca é uma das consequências de fazer um conteúdo viralizar. Promoções e ofertas, embora não sejam um método amplamente utilizado, podem ser uma forma de fazer com que seu conteúdo ganhe tração.

No processo de construção de sua marca, fazer um conteúdo viralizar a partir de uma promoção é uma prática válida. Um grande público pode ser atraído pela ação e, com isso, sua estratégia ganha atenção e maior abrangência.

Saiba trabalhar com o conteúdo emergente

Uma característica marcante dos mais famosos conteúdos virais é sua capacidade de personalização. Para uma empresa, ter uma base de fãs que criam seu conteúdo próprio pode ser uma ótima oportunidade para viralização.

Empresas como Red Bull e Netflix, por exemplo, dedicam seu Instagram para esse tipo de conteúdo gerado pelo usuário, figurando entre as que mais o publicam na rede. Isso é comportamento de uma empresa que entende como seus canais funcionam e se relacionam com o público!

Considerações finais

Estratégias para fazer um conteúdo viralizar não existem somente porque uma empresa quer chamar atenção. O conteúdo viral representa, para a empresa, um grande potencial de retorno de investimento e vendas.

É preciso fazer um conteúdo viralizar quando sua empresa tem um sistema de produção de conteúdo que o suporte. Oferecer o melhor e mais relevante material possível para seu público ainda é a principal meta. Considere a viralização como a otimização máxima de sua estratégia de conteúdo e o primeiro passo para isso é conhecer formatos, canais e seu público.

Sua empresa já produziu conteúdos que viralizaram de alguma forma? Qual é o impacto de conteúdo viral em seu negócio? Compartilhe sua experiência nos comentários ou entre em contato com a Room33.

Compartilhar

Deixe um comentário